São Paulo usa netos para ser o "segundo clube" de Pelé

Descendentes do eterno camisa 10 treinarão na divisão de base do clube do Morumbi

Gazeta Press

Pelé “tricolor”?

Os pequenos Octávio, 12 anos, e Gabriel, 10, treinarão no São Paulo a partir do próximo mês de julho. Ao acertar a chegada de dois netos de Pelé, o Tricolor quer se tornar o segundo clube na preferência do Rei, que tem uma ligação histórica com o Santos, único clube que defendeu no Brasil. João Paulo de Jesus Lopes, diretor de futebol do tricolor paulista, falou sobre o assunto.
– Sem nenhuma intenção de atravessar a sua afinidade com o Santos, o seu carinho pelo Santos, temos a pretensão de, pelo menos, sermos o segundo clube na cabeça do Pelé, até porque quem o levou para o Santos foi um grande ex-jogador nosso, o Waldemar de Brito.
Octávio e Gabriel têm como mãe Sandra Nascimento, uma das filhas de Pelé, reconhecida apenas em 2006 depois de um teste de DNA confirmar a paternidade. Após a morte da mãe devido a um câncer, os dois garotos foram para Curitiba e passaram a jogar pelo Paraná Clube.
– Eles são muito bem-vindos aqui por várias razões. Primeiro, porque são netos de uma pessoa pela qual temos, mais do que admiração, uma veneração. Segundo, porque um dos filhos do Pelé, o Joshua, mora nas imediações do clube e já é nosso sócio, por escolha do próprio Pelé.
Ao falar sobre a relação do ex-camisa 10 do Santos com o São Paulo, o diretor de futebol tricolor citou até mesmo uma das amizades de Pelé.
– A pessoa mais próxima dele é um grande torcedor são-paulino, o Celso Grellet, um ex-conselheiro do São Paulo.
A chegada de Octávio e Gabriel ao Tricolor, confirmada recentemente, foi intermediada pelo empresário Wagner Ribeiro. O agente já agencia atletas como o meia Lucas, principal revelação do próprio São Paulo, e o atacante Neymar, que defende o Santos.

divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.