Presidente do PT diz que Dilma e Lula farão campanha de prefeitos
Foto: Elias Fontinele/O DIA.
“Em 2010, foi tudo pela Dilma. Agora, é tudo pelo PT”. Foi assim, de forma categórica que o novo presidente do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, deputado estadual por São Paulo, informou que será a estratégia partidária da sigla para as eleições municipais de 2012.

Ao participar de um encontro com lideranças em Teresina, o petista afirmou que o partido trabalha com metas de crescimento para o pleito do próximo ano. O PT de Parnaíba foi representado pelo vice-prefeito, Florentino Veras, que compôs a mesa de honra do evento juntamente com o senador Wellington Dias, o prefeito reconduzido ao cargo, Chico Antônio e o presidente do PT no Piauí, deputado Fábio Novo.
“Na definição de como será nossa articulação sabemos que temos que avaliar 2010 que foi tudo pela eleição da presidenta Dilma. Era a tática correta, também para aumentar nossa força no Senado e dar maior sustentação a ela. Agora, é tudo pelo PT, fortalecer o PT. Articular as bases, a nossa militância”, disse, ponderando que o partido não passa por uma “crise institucional”.
Contudo, Falcão admite que a sigla precisa voltar a si mesmo para se fortalecer. Para isso, o presidente do PT tem feito visitado diversos Estados, especialmente, os nordestinos, para reaproximar a Direção Nacional com as bases petistas. “Afinal, o partido precisa das bases para se fortalecer. O Nordeste, principalmente, que nas eleições passadas nos brindaram com 10 milhões de votos para a presidenta Dilma”, comentou.
Rui Falcão informou ainda que o PT nacional está fazendo o mapeamento de nomes da sigla para disputar Prefeituras em cidades que possuem mais de 150 mil habitantes. “O PT pretende crescer. E isso inclui manter as prefeituras que já existem e lançar candidaturas próprias em cidades estratégicas, como Teresina”, disse.
A ampliação de prefeituras petistas em todo o país, segundo ele, também ajudará a manter Dilma no Planalto a partir de 2014. Cuidadoso, deixou claro que o PT não irá menosprezar aliados, mas começa desde já o esforço para viabilizar candidaturas próprias. Em Teresina, o Diretório municipal quer viabilizar uma candidatura própria para a Prefeitura da capital.
“A orientação geral deverá ser a de fortalecer o PT nas eleições de 2012, para criar condições de reeleger a Dilma em 2014 e conquistar novos espaços. Teresina é para nós um espaço importante. E por isso estamos nos preparando, porque eleição não é jogo jogado. E trabalhamos com metas de crescimento”, explicou o presidente nacional da sigla, Rui Falcão.
Ainda como parte da estratégia petista visando o pleito de 2012, o petista admitiu que, assim como aconteceu nas eleições de 2010, a imagem do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), será utilizada na campanha, como vitrine para apresentar à população o “modelo petista de governar”. E ressaltou: “Vamos imprimir isso nas eleições municipais. Vamos levar para o nível de comparação. Não será uma disputa de personalidade e sim de projetos, de modos de governar. O Lula expressa o PT e ele vai estar presente”.
Repórter: Mayara Bastos – Jornal O Dia.
divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.