OAB pedirá ao MEC mais rigor na fiscalização das faculdades do Piauí
O presidente da Ordem avalia como péssima a qualidade dos cursos de direito no Estado.
O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil no Piauí, Sigifroi Moreno, vai pedir mais rigor na fiscalização das faculdades de direito no Estado. Isso por conta do desempenho dos alunos no último exame da ordem. Três faculdades piauienses não conseguiram aprovar nenhum aluno no teste.
Sigifroi avalia como péssima a qualidade dos cursos de direito, principalmente “por conta da abertura desmedida de novas vagas”.
“Essa fiscalização mais rigorosa é necessária para que as faculdades voltem a conseguir aprovar. No Brasil temos uma situação muito diferente. São 1.200 cursos de direito. É um número muito assustador. Supera todos os outros países do mundo juntos”, afirma.
Ainda segundo o presidente, os candidatos a advogados deveriam observar os resultados das faculdades no exame da ordem antes de escolher uma faculdade.

Leilane Nunes/cidadeverde
divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.