Mulher é encontrada morta em casa com corpo repleto de sal
Família da costureira afirma que ela ingeria bebidas com sal, mas não havia nenhuma bebida por perto.
A costureira Maria Inalda dos Santos, 52 anos, foi encontrada morta em sua casa na rua Pires Rebelo, bairro Vermelha, zona sul de Teresina, na tarde desta quinta-feira (16). Apesar dos indícios de morte natural, a polícia investiga por qual razão havia sal espalhado pelo corpo.
                         Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com
Os vizinhos acionaram a polícia após estranharem a costureira não ter aparecido para varrer a calçada, ação rotineira e que ela fazia quando foi vista pela última vez, na tarde de ontem. Por volta das 15h de hoje, a casa foi arrombada e Maria Inalda encontrada morta no sofá.
Maria Inalda tinha muito sal pelo corpo todo e estava vestida apenas com uma saia. Também havia ao seu lado um recipiente com sal, que foi derramado. As duas irmãs, únicas parentes que se tem notícia da costureira, informaram que ela gostava de ingerir bebidas alcóolicas com o condimento. Ela morava há mais de 30 anos no local e não tinha filhos. 
O perito Clenildo Luz informou que não havia bebida por perto do corpo e nem sal na boca. “Não existe nada que caracterize violência. Mas, somente o laudo do médico legista vai verificar se foi (morte) por infarto ou se houve algum tipo de envenenamento”, declarou.
Duas viaturas do 1º Batalhão da Polícia Militar acompanharam a ocorrência, sob comando do tenente Miguel Luz. O corpo foi levado pelo Instituto Médico Legal. 
Jordana Cury (especial para o Cidadeverde.com)
Fábio Lima (da Redação)
Fonte: cidadeverde
divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.