Muita dor marca velório de piauienses mortos em Tianguá-CE
Ruas lotadas, pessoas abaladas e passageiros feridos sai e entram do velório das irmãs Elinete Sousa Santos, Francinete Sousa Santos e da prima Marina dos Santos e Silva, que morreram na madrugada de domingo em acidente de ônibus na descida da Serra da Ibiapaba, em Tianguá (CE).
Os corpos das três estão sendo velados na sede da Fundação Viver com Dignidade, na bairro Carolina Silva, onde moravam e de onde saiu o ônibus que ia fazer excursão com quarenta e cinco passageiros para praia de Fortaleza (CE).
Ainda com a cabeça enfaixada com o ferimento que sofreu na fronte e no braço, Daniel de Carvalho, um cobrador de 28 anos, disse que a morte de sete pessoas de uma só vez no acidente deixa a pessoas sem poder raciocinar e falar sobre o fato ocorrido.
“Foi uma fatalidade tão grande que agente não sabe como definir o que aconteceu. O acidente foi muito rápido quando eu percebi o que tinha acontecido só vi muitas pessoas mortas e outras chorando de dor”, declarou Daniel de Carvalho que estava no ônibus para excursão de Teresina para Fortaleza.

Clique aqui e saiba mais sobre o acidente

Ele é casado com Irinete dos Santos Sousa que é irmã de Francinete e Elinete dos Santos Sousa e prima de Marina Santos. Sua mulher também ficou ferida, mas não está em estado grave.
Mônica e Thais de Sousa , duas passageiras do ônibus, estão gravemente feridas e ainda no hospital em Sobral.
A mãe de Elinete e Francinete dos Santos, Lene dos Santos Dias, saiu do velório muito abalada e amparada pelos familiares. Ela ficou ferida no braço e na perna.
Sheila Batista, prima das três mulheres que morreram, declarou que o impacto emocional é muito forte. “Soube as três da madrugada sobre a tragédia e fiquei muito abalada”, falou Sheila.
Os corpos serão sepultados durante a tarde.


Fonte:Meio Norte/Blog da Força Tática

divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.