Mensagens com teor sexual impulsionam infidelidade

Mensagens com teor sexual impulsionam infidelidade Um novo estudo descobriu que a prática do “sexting”, troca de mensagens de texto ou imagens de teor sexual pela internet, é agora ferramenta fundamental para os americanos que procuram um relacionamento extraconjugal. As informações são do site da revista Health.

O debate sobre “sexting” aumentou ainda mais depois de o congressista democrata americano Anthony Weiner perder o emprego por ter se envolvido em uma polêmica por envio de fotos sensuais pelo Twitter.

Segundo a socióloga Diane Kholos Wysocki, as pessoas estão tento cada vez mais encontros sexuais depois de enviar fotos nuas na Internet.

Uma pesquisa, feita com 5.200 usuários de um site dedicado a encontros extraconjugais chamado ashleymadison.com, constatou que 60% das mulheres e quase metade dos homens cadastrados estão envolvidos em “sexting”. Cerca de 40% deles têm mais de 50 anos. No entanto, a prática é mais comum entre pessoas entre 19 e 24 anos.

Cerca de três quartos das pessoas de ambos os sexos admitiu ter traído quando estavam em um relacionamento sério. Mais de 8 em 10 mulheres e dois terços dos homens disseram que conheceram pessoas pessoalmente para sexo após encontrá-los online.

Segundo o professor de psicologia Jeffery T. Parsons, a estatística não é surpreendente. “Sem dúvida, o site atrai aqueles que estão interessados em mais do que apenas sexo virtual”.

Fonte: Terra
Imagem web

divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.