Médicos paralisam atividades por 48 horas e fazem manifestação em Teresina
Médicos paralisam  atividades por 48 horasO Sindicato dos Médicos do Piauí (Simepi) confimou ao Portal da Clube que a categoria fará paralisação das atividades por 48 horas a partir das 7h desta quarta-feira (1º). Por causa disso, Não haverá atendimento médico nos hospitais municipais. Os atendimentos de ambulatório, Programa da Saúde da Família e cirurgias eletivas estarão suspensos.

Segundo o tesoureiro do Simepi, médico Renato Leal, que atente no Hospital Monte Castelo, o motivo da greve é a falta de comprometimento da Fundação Municipal de Saúde de Teresina (FMS) com o cumprimento da Lei da Carreira Médica.

“A FMS não está cumprindo a progressão de carreira e a promoção dos médicos”, afirmou.

O médico explicou ao Portal da Clube que a progressão de carreira consiste na mudança de cargo para os médicos concursados que, no uso de suas atividades profissionais ao longo de dois anos, tem por direito. “além disso, existe também a promoção dos médicos. Quem tem pos-graduação, mestrado e doutorado poderia mudar de cargo”, acrescentou Leal.

o médico disse ainda que está marcada para está quarta uma manifestação em frente ao Hospital Lineu Araújo, a partir das 7h. “Os médicos estarão concentrados em frente ao Lineu Araújo para exigir seus direitos”, ressaltou.

NEGOCIÇAÕES

No dia 9 de maio, as entidades médicas participaram de reunião com o prefeito Elmano Férrer e com o Presidente da Fundação Municipal de Saúde Pedro Leopoldino, mas não chegaram a um entendimento.

No dia 10 de maio, foi realizada uma Assembleia Geral, onde os médicos da Prefeitura votaram por uma paralisação de 24 horas, ocorrida no dia 18 de maio.

Reportagem: Andreelson Delmiro
Fonte: portaldaclube
divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.