Eletrobras estuda utilizar óleo de babaçu em transformadores de energia
Imagem web
Após a realização do I Encontro de Inovação, Tecnologia e Eficiência Energética, a Eletrobras Distribuição Piauí estuda utilizar óleo de babaçu em transformadores de energia. A técnica ficou conhecida por meio de uma pesquisa realizada pelo engenheiro químico e professor da Universidade Federal do Piauí (UFPI), José Ribeiro Santos Júnior.

Segundo Ribeiro, o uso de óleo no transformador de energia é essencial para o pleno funcionamento e o bom desempenho do equipamento. E seu estudo tem como objetivo substituir o óleo mineral, atualmente utilizado nos transformadores de energia, por óleo de coco babaçu, um produto regional e não tóxico.

“Há vantagens ecológicas: o óleo de babaçu é biodegradável, renovável e possui outros aproveitamentos depois de utilizado no transformador. Pode, por exemplo, ser usado para fazer sabão, biodiesel e há outras finalidades. Além de tudo, existe o aspecto social, pois o babaçu é nosso, é regional”, destaca o pesquisador. “Por outro lado, o óleo mineral, derivado do petróleo, é tóxico e não renovável”, diz.

Ribeiro também defende o uso do óleo natural por se tratar de um produto de baixo custo. “Enquanto o óleo vegetal custa de R$ 2,00 a R$ 5o litro, o óleo mineral mais barato sai a R$ 8”, contabiliza.

Quanto à durabilidade, o pesquisador afirma que ainda não há dados concretos sobre o óleo vegetal, no entanto, há indícios de que ele seja vantajoso. “O óleo mineral é formado de cadeia curta e ataca o papel, principal isolante da bobina do transformador, enquanto o óleo vegetal forma átomo de cadeia longa que se associa ao papel em vez de atacá-lo. Esse é um ponto positivo, por isso, a durabilidade do óleo de babaçu deve ser maior”, analisa Ribeiro.
O coordenador de Eficiência Energética e Pesquisa e Desenvolvimento, engenheiro Joselito Félix, garante que, após os estudos necessários para comprovação dos benefícios socioeconômicos e ambientais do óleo de coco de babaçu, a Eletrobras Distribuição Piauí irá utilizá-lo em larga escala nos transformadores de energia elétrica da concessionária.

Fonte: Reportagem: Portal da Clube

divisao

0 Comentário Publicar Comentário

Seja o primeiro a comentar.